Fundação Cultural Cassiano Ricardo

FCCR comemora Dia do Artista Plástico com debates e galerias virtuais  / Foto: FCCR

 

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo comemora, neste sábado (dia 8), o Dia do Artista Plástico com debates entre especialistas sobre as artes visuais, a partir das 9h, e lança 15 galerias virtuais com exposições desenvolvidas pelo Ateliê de Artes Visuais Johann Gütlich e pelo programa Arte nos Bairros.

A mesa-redonda será mediada pelo artista George Gütlich, pós-doutor em Arquitetura, pela Universidade de Lisboa (Portugal). Ele receberá colecionador, fotógrafo, gravurista, pesquisador, pintor e ilustrador para discutir temas sensíveis à profissão de artista plástico. O evento será online, com transmissão pelo canal do YouTube da FCCR. Veja programação abaixo.

Ainda no sábado haverá também o lançamento de 15 galerias virtuais, com exposições de projetos realizados ao longo de 2020 (o primeiro ano da pandemia) pelos alunos do Programa Arte nos Bairros e do Ateliê de Artes Visuais. O acesso é https://www.behance.net/fccrsjc.

 

Graffiti

A partir das 19h de sábado, Mr. Fred convida os grafiteiros LDO e Antmaria para uma live painting – uma forma de arte performática visual onde os grafiteiros vão desenvolver dois painéis em meio a um bate-papo descontraído sobre a Arte Urbana. A live será transmitida pelo canal do Youtube da Fundação, captando a produção da obra inédita, do começo ao fim.

 

Programação dos debates

youtube.com/fccrsjc

 

9h – Abertura com George Gütlich

O mediador George Gütlich é artista joseense, pós-doutor em Arquitetura pela Universidade de Lisboa, Portugal. Doutor em Artes pela Unicamp, mestre em Ciências Ambientais, especialista em Museologia, autor do livro “Arcadia Nassoviana” e de uma série de livros didáticos sobre História da Arte, pela Editora Poliedro. Professor adjunto de Gravura em Metal no Departamento de Artes Plásticas da Escola de Belas Artes (UFMG-Belo Horizonte). Artista gravador atuante e curador de diversos projetos e exposições pontuais.

 

9h15 às 10h15 -  “A fotografia e as artes visuais” 

Convidados: Orlando Hardt e Mário Lúcio Sapucahy

Orlando Hardt: Médico psicanalista, membro da Sociedade de Psicanálise de São Paulo. Colecionador, com atenção a recortes tipológicos específicos da imagem. Pensador sobre a relação entre a arte e sua interface com a cognição.

Mario Lucio: Fotógrafo e geógrafo pela Universidade do Vale do Paraíba (1998), mestre em Geografia, na área de Análise Ambiental pela Universidade Estadual de Campinas (2006), doutor em Geografia, na área de Organização do Espaço - Dinâmicas da Paisagem e Análise Socioambiental, pela Unesp - Rio Claro (2019).

Assunto abordado: Interfaces entre procedimentos; O colecionador: a relação ativa entre a obra de arte e o observador.

 

10h15 às 11h15 – “As dinâmicas da pintura”

Convidados: Marcio Elias Santos e Patrícia Brandstatter

Marcio Elias: Graduado, mestre e doutor em artes pela Unicamp. Gravador e coordenador do projeto Xilomóvel. Atualmente desenvolve intensa pesquisa em composição cromática por retículas em xilogravura.

Patrícia Brandstatter: Pintora e ilustradora. Formada pelo curso de artes Unesp, Patrícia tem se destacado como um dos grandes nomes da pintura brasileira. Suas pesquisas em processos pictóricos mantêm acesa a chama do atelier como laboratório de investigação das imagens.

Assunto abordado: Os desafios de pensar a cor a partir de retículas e de massas, pela xilogravura e pela pintura a óleo.

 

18h às 19h – “De Etser, o Artista, o Atelier e o espaço Museu”

Convidados: Fabio Sapede e Antônio Costella

Fabio Sapede: Vem trabalhando com desenho e gravura há pelo menos 40 anos. Autodidata, frequentou o atelier de gravura da Arriete Chain onde refina as técnicas da gravura em metal e, desde então, passa a se dedicar quase que exclusivamente à gravura. Desde 1995 frequenta o atelier da Fundação Cultural Cassiano Ricardo de São José do Campos, coordenado por George Gütlich. Em 1998 funda, junto com George, o ateliê De Etser. Atualmente coordena o curso de Gravura em Metal da FCCR. É coordenador responsável pelo De Etser.

Antônio Costella: Bacharel em Direito, gravador, escritor e pesquisador das artes gráficas e, em especial, da xilogravura. Diretor do Museu Casa da Xilogravura em Campos do Jordão.

Assunto abordado: A importância do espaço de criação e como o coletivo e a ambientação interferem na poética. O museu, como interface entre atelier e público, exerce um papel vital para a completude da intenção artística.

 

 

Publicado em: 05/05/2021

Relatório de Gestão

Programação

Links