Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Foto: Divulgação

Levantamento foi feito pelo Centro de Estudos da Cultura Popular de São José dos Campos.

Ao final de dois anos de pesquisa inédita (2015 e 2016), o Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), com sede em São José dos Campos, identificou cerca de 80 grupos de Congadas, entre ativos e na memória recente, em diferentes regiões do Estado de São Paulo. Os dados obtidos integrarão o Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC) do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que tem entre suas finalidades promover a preservação do patrimônio cultural brasileiro.

Os resultados completos dessa pesquisa – realizada mediante convênio com o Iphan – serão apresentados pelo CECP no dia 25 de novembro, às 14h30, no auditório do Museu Municipal de São José dos Campos. O trabalho terá continuidade em 2018, desta vez por meio de convênio da organização com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, após ter vencido, em setembro, processo de chamamento público do órgão.

No mesmo dia 25, também no Museu Municipal, será aberta a exposição temporária ‘Congado Paulista: Canto, Dança e Devoção’, que mostrará os resultados da pesquisa em forma de fotos, vídeo documentário, painéis e objetos utilizados nas Congadas.

Metodologia

Toda a pesquisa foi baseada em metodologia própria do Iphan, coordenada pelo historiador Fábio Bueno, pesquisador contratado pelo CECP. Ao longo do trabalho, uma equipe de oito pessoas se revezou nas atribuições, entre elas estagiários da Universidade de Taubaté (Unitau). Para auxiliar na identificação de localização das Congadas, foi utilizado um programa gratuito de georreferenciamento do Google (Google Earth Pro). 

“No Vale do Paraíba, em particular, a presença do Reinado, Rei e Rainha Congo, não é tão comum como em Minas Gerais e na região de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Aqui é muito forte a presença dos Moçambiques e das Congadas Moçambiques, uma mistura das duas linhas”, enfatizou Fábio Bueno.

O Congado é um conceito histórico antropológico pesquisado pelo Iphan e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), do qual se derivaram o Moçambique, o Terno de Congo, os Marinheiros, as Marujadas, a Congada, a Congada Moçambique, o Catupê, o Terno de Congada muitas outras linhas. 

Perfil e outras ações

O CECP é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, criada em abril de 99, e tem como finalidade o estudo, a pesquisa, a valorização e o estímulo de toda expressão espontânea da cultura popular. A instituição foi declarada de utilidade pública municipal pela Prefeitura de São José, em 10 de outubro de 2011.

A organização já desenvolve outras ações de salvaguarda e as principais ocorrem por meio do Museu do Folclore de São José dos Campos, espaço sob sua gestão, mediante convênio com a Fundação Cultural Cassiano Ricardo. Entre essas ações estão o Projeto Museu Vivo, voltado aos detentores de sabedorias e práticas populares; a Coleção Cadernos de Folclore, focada em identificar e documentar a cultura popular; e a constituição do acervo museológico do próprio Museu do Folclore. 

Museu Municipal de São José dos Campos
Praça Afonso Pena, 29 – Centro

(12) 3924-7318

Programação


 

Links