Fundação Cultural Cassiano Ricardo


Os atendimentos serão realizados por uma equipe de oito monitores, em quatro horários do dia (9h, 10h30, 14h e 15h30), envolvendo até 100 alunos por horário / Foto: Divulgação

O Museu do Folclore de São José dos Campos contabilizou 5.706 agendamentos para a programação especial do Mês do Folclore, que será realizada no Centro de Formação do Educador (CEFE), em Santana (região norte), de 27 de agosto a 20 de setembro, com o tema ‘Brincar é Preciso’. O prazo de inscrição terminou no último dia 16, mas ainda há alguns dias e horários disponíveis (informações pelo telefone 3924-7354). 

Desse total, 5.526 são alunos de escolas estaduais e municipais de São José e Paraibuna (que participa pela primeira vez, com 1.566 estudantes), da Fundação Hélio Augusto de Souza (Fundhas) e do Projeto Guri; além de 180 pessoas com deficiência atendidas pelo Centro de Referência da Pessoa com Deficiência (Integra), ligado à Secretaria de Apoio Social ao Cidadão, da Prefeitura.

Os atendimentos serão realizados por uma equipe de oito monitores, em quatro horários do dia (9h, 10h30, 14h e 15h30), envolvendo até 100 alunos por horário. E nesta terça-feira (20), os professores que forem acompanhar os alunos durante as atividades se reunirão no Museu do Folclore para receber orientações e detalhes sobre a programação.

“Brincar é uma necessidade vital para o desenvolvimento do ser humano, como se alimentar e trabalhar. E não são apenas as crianças que têm necessidade de brincar, pois observamos que o comportamento lúdico se mantém na vida dos adultos, expressados nos jogos de vídeo games, de cartas e até mesmo de tabuleiro”, enfatiza a cientista social e folclorista Angela Savastano, do Museu do Folclore.

Programação

Durante 19 dias de atividades, os inscritos participarão de brincadeiras e jogos populares (como pega-pega, amarelinha, pular corda, pé de lata, peteca, pião, ioiô e outros) e apreciarão uma exposição com mais de 200 peças, feitas em papel e goma (técnica de empapelamento), pela artista popular Eunice Coppi, mineira de Sabará e há mais de 41 anos morando em São José. Essas peças formarão 55 cenas de brincadeiras, das 84 retratadas no quadro ‘Jogos Infantis’, de 1560, pelo artista holandês Peter Bruegel.

Gestão

O Museu do Folclore foi criado pela Fundação Cultural em 1987 e desde 1997 funciona em prédio localizado no Parque da Cidade, no bairro de Santana (região norte). Sua gestão é feita, atualmente, pelo Centro de Estudos da Cultura Popular (CEPC), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.

 

Museu do Folclore de SJC
Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

(12) 3924-7354 – www.museudofolclore.org

Publicado em: 19/08/2019

Programação


 

Links